“NÃO CONSEGUIMOS DISSOCIAR TURISMO DO MEIO AMBIENTE PRESERVADO”
Atualidades

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, participou na noite desta segunda-feira (26.07) do programa Sem Censura da TV Brasil e falou sobre os desafios e ações do governo federal para a retomada das atividades do setor. A entrevista foi conduzida pela apresentadora Marina Machado, com a participação das jornalistas Mariana Jungmann (TV Brasil) e Basilia Rodrigues (CNN).

Gilson Machado Neto citou várias medidas adotadas pelo governo federal para proteger o setor dos graves impactos da pandemia de coronavírus. O ministro destacou a crescente procura por turismo de natureza em todo o mundo, o que deve fazer do Brasil uma referência no mundo. “Antes da pandemia, a cada 100 buscas no Google referente a turismo, dez eram por turismo de natureza. Atualmente, esse número aumentou para 54 a cada 100. E em turismo de natureza, nada se compara ao Brasil”, disse.

Para o ministro, é fundamental conciliar turismo com meio ambiente e desenvolver a consciência ambiental. “Não conseguimos dissociar turismo do meio ambiente preservado. O próprio turista quer viajar pelo Brasil e ver que a fauna e a flora estão preservadas”, comentou. “Hoje estamos estudando colocar no currículo escolar a preservação e a sustentabilidade da natureza”, afirmou, registrando que 66% do território brasileiro continua coberto com vegetação nativa.

Sobre a retomada do turismo e as ações para o pós-pandemia, Machado Neto salientou a importância da vacinação e da mudança de comportamento das empresas turísticas e dos próprios visitantes em relação à adoção de protocolos de biossegurança. “Conversei com o ministro Marcelo Queiroga e ele disse que até setembro 100% da população economicamente ativa estará vacinada com pelo menos uma dose. Além disso, estamos desenvolvendo uma série de ações para fidelizar o turista nacional, proporcionar segurança sanitária, divulgar cases com os baixos índices de violência nos destinos e fortalecer segmentos como o turismo rural, turismo gastronômico e enoturismo”, declarou.

O ministro do Turismo destacou ainda a oferta de capacitação para profissionais da área, tudo de forma gratuita e online. “Temos vários cursos de qualificação no MTur e estamos preparando o setor para receber essa demanda represada de turistas”, explicou. Para ele, o turismo, que pode ser tão importante para a economia do Brasil quanto o agronegócio, se reinventou nos tempos de restrições ocasionadas pela Covid-19, com o aumento de demanda por pousadas de charme, cruzeiros e natureza. “Somos vários países em um só e, na retomada do Turismo, o nosso país será a bola da vez”.

FONTE: MINISTÉRIO DO TURISMO

Veja também!

AZUL AMPLIA CONECTIVIDADE E INICIA CINCO NOVAS ROTAS EM AGOSTO
RIO DE JANEIRO TEM O PÔR DO SOL MAIS BONITO DA AMÉRICA LATINA, APONTA PESQUISA

Veja também!

Menu