MTUR E UNIRIO PROMOVEM CURSOS GRATUITOS DE ATRATIVOS CULTURAIS E NATURAIS A GUIAS DE TURISMO DA REGIÃO SUDESTE
Atualidades

O Ministério do Turismo e a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) estão promovendo mais uma oportunidade de qualificação a guias de turismo. A partir do próximo sábado (29.05), os profissionais que atuam na região Sudeste e que estão devidamente inscritos na categoria “Guia Regional” no Cadastro de Prestadores de Serviços Turístico do MTur, o Cadastur, podem se inscrever nos cursos gratuitos de especialização técnica em atrativos naturais ou em atrativos culturais.

Ao todo, serão ofertadas 1.704 vagas, sendo 176 para guias de turismo do Espírito Santo, 164 para Minas Gerais, 933 para o Rio de Janeiro e 431 para São Paulo.

As inscrições podem ser realizadas do dia 29 de maio a 12 de junho pelo site https://serespecial.org.br/. Cada candidato poderá se inscrever para uma única especialização, não sendo possível, portanto, realizar os dois cursos.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca que o turismo cultural e o de natureza serão bastante procurados no cenário pós-pandemia. “O Brasil é único no que se refere a atrativos naturais e culturais. A procura por esses atrativos será cada vez maior no cenário pós-pandemia. Portanto, é de extrema importância que haja profissionais capacitados para atender a esta demanda e proporcionar aos visitantes uma experiência à altura dos nossos destinos”, comentou o ministro.

As capacitações possuem 200 horas/aula cada, sendo 160h de aulas teóricas e 40h de aulas práticas. As aulas teóricas serão ministradas uma vez por semana, com duração de 4 horas, através da plataforma online Google Meet, permitindo interação com o professor. As aulas práticas laboratoriais serão ministradas de forma presencial, através de visitas técnicas e serão desenvolvidas em locais que atendam às especificidades da especialização técnica pretendida.

As qualificações terão início no dia 5 de julho de 2021 e término em 17 de junho de 2022. Ao final do curso será emitido certificado ao aluno que obtiver, no mínimo, nota 6 e 75% de frequência no total de dias letivos de acordo com a carga horária total. O aluno que não alcançar essa pontuação não será certificado. Confira o edital completo AQUI.

A especialização em atrativos naturais aborda temas como técnica de excursionismo, roteiros ecológicos, geografia aplicada ao turismo, entre outros. Já a de atrativos culturais traz temas como manifestações folclóricas e culturais, história da arte aplicada ao turismo, Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural, entre outros.

A metodologia será enfatizada na contextualização dos assuntos tratados, o equilíbrio entre teoria e prática, levando o aluno ao domínio dos princípios científicos e tecnológicos inerentes à área de formação escolhida.

Fonte: Ministério do Turismo

Veja também!

SUPER CRÉDITO: MTUR AUTORIZA SUSPENSÃO DE PAGAMENTOS POR ATÉ 8 MESES DE FINANCIAMENTOS DO FUNGETUR
VOO DA AZUL ENTRE NATAL E MOSSORÓ COMEÇARÁ A OPERAR EM AGOSTO

Veja também!

Menu