MTUR CONTABILIZA ENTREGA DE MAIS DE 730 OBRAS NO BRASIL EM 2021.
Atualidades

Em meio à retomada de viagens no país, o Ministério do Turismo registra grandes contribuições para a boa recepção de visitantes no Brasil. A partir de um investimento de R$ 805,9 milhões, a Secretaria Nacional de Infraestrutura Turística (SNINFRA) contabiliza, até meados de dezembro, a entrega de 734 obras apoiadas financeiramente pelo órgão do governo federal espalhadas por todas as regiões do país, como melhorias de orlas, espaços de eventos, parques e praças públicas.

No Nordeste, destino de repasses federais que somam aproximadamente R$ 234,8 milhões, houve a finalização de 273 trabalhos. Um deles foi o Centro de Convenções de Sergipe, na capital do estado, Aracaju, onde recursos do MTur da ordem de R$ 20 milhões garantiram aprimoramentos. O espaço teve a capacidade de público ampliada para cerca de 6.500 pessoas, entre auditórios e um pavilhão de exposições.

Já no Sudeste, que contou com aportes de R$ 291 milhões, 273 obras foram concluídas. A lista de intervenções envolve a revitalização da Estação Ferroviária de Salto, em São Paulo, e a reconstituição dos trilhos que ligam a cidade ao município vizinho de Itu, onde o órgão investiu perto de R$ 1,9 milhão. O projeto abriu caminho à operação do Trem Republicano, atração turística que une passado e presente em um passeio nostálgico.

Na região Norte, investimentos de R$ 140,3 milhões do MTur asseguraram a entrega de 61 obras. Destaque para primeira etapa da Orla do Maracanã, em Santarém (PA), que recebeu cerca de R$ 3,9 milhões. O local passou a dispor de uma passarela de concreto de 5,2 metros de altura e 443 metros de extensão, além de um píer de 60 metros. O projeto buscou proporcionar que restaurantes também funcionassem à noite, criando uma opção de lazer.

No Sul, R$ 85,2 milhões garantiram a finalização de 195 trabalhos. Destaque para a restauração da Estação Ferroviária de Paranaguá (PR), um dos principais cartões-postais da cidade, onde a Pasta aplicou R$ 1,7 milhão. Já na região Centro-Oeste, destino de R$ 54 milhões dos investimentos do MTur, 52 trabalhos foram concluídos. Entre eles, a aquisição de equipamentos ao Centro de Convenções e Eventos Públicos de Aruanã (GO), que recebeu R$ 1,7 milhão.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca esforços do governo federal pela adequada estruturação dos destinos nacionais. “Ao longo do ano, estive em vários destinos de todas as regiões do país para inaugurar verdadeiros ‘monumentos ao descaso’, abandonados por gestões anteriores. O governo do presidente Jair Bolsonaro não quer ter a paternidade das obras, e sim garantir a boa gestão do dinheiro do pagador de impostos. Seguimos firmes para garantir aos atrativos nacionais as melhores condições possíveis de receber visitantes no pós-pandemia”, enfatiza.

APORTES – As obras apoiadas pelo MTur são realizadas, preferencialmente, nos municípios que integram o Mapa do Turismo Brasileiro, ferramenta do Programa de Regionalização do Turismo (PRT) que orienta a aplicação de recursos públicos em destinos que adotam o turismo como estratégia de investimento e de retorno econômico. As verbas são provenientes do orçamento próprio do órgão e, também, de emendas parlamentares apresentadas à Pasta.

O secretário nacional substituto de Infraestrutura Turística, Luís Vannucci, enaltece a colaboração de deputados e senadores e ressalta o empenho pela conclusão de projetos. “Neste ano, executamos 100% das emendas parlamentares impositivas e de bancada e estamos quitando todos os débitos de obras em andamento. A orientação do ministro Gilson Machado é não deixar nada para trás. Estamos resgatando obras antigas e inacabadas, sem esquecer de olhar para frente, com novos projetos. Nosso objetivo é, com a ajuda sempre bem-vinda do Congresso Nacional, preparar os destinos nacionais para a retomada do turismo”, explica.

Em 2021, também foram iniciadas outras 355 obras de infraestrutura turística com recursos do Ministério do Turismo em todo o país, fruto de um investimento de R$ 186 milhões. O MTur administra, atualmente, uma carteira de cerca de 3.100 trabalhos do tipo no Brasil. Os projetos envolvem repasses de R$ 3,4 bilhões, dos quais cerca de R$ 1 bilhão já foi executado. Ao longo de 2020, o órgão destinou um valor recorde histórico de R$ 1 bilhão para obras na área, o que garantiu a finalização de cerca de 980 trabalhos no território nacional.

SNINFRA – A Secretaria Nacional de Infraestrutura Turística integra o quadro funcional do MTur desde 21 de maio de 2020, por meio de decreto publicado no Diário Oficial da União. Antiga Secretaria Nacional de Estruturação do Turismo (SNETur), a SNINFRA é responsável por coordenar, monitorar, supervisionar, apoiar e avaliar planos, programas e ações do MTur voltados à implementação de infraestrutura turística no país, atendidas as normas de acessibilidade a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

FONTE: MINISTÉRIO DO TURISMO.

Veja também!

UNESCO INDICA RECONHECIMENTO OFICIAL DO GEOPARQUE SERIDÓ.
DESTINOS DO NORDESTE LIDERAM BUSCAS PARA O FINAL DO ANO.

Veja também!

Menu