MORADORES DE FERNANDO DE NORONHA SÓ PODERÃO SAIR DE CASA COM AUTORIZAÇÃO POR SMS
Atualidades

Os moradores de Fernando de Noronha só vão poder sair de casa após receberem uma autorização encaminhada por mensagem de texto para o celular.

Ontem, o governo de Pernambuco anunciou quarentena obrigatória entre os dias 20 e 30 de abril. Dados oficiais apontam que há 24 pessoas na ilha com a covid-19. Elas estão em isolamento domiciliar.

Hoje, o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha, explicou que os moradores estão recebendo pelo aparelho telefônico um link para preenchimento de um formulário indicando o motivo e a data de quando precisa sair da residência.

Em 24 horas, a Administração de Fernando de Noronha promete responder com a permissão ou a negativa. As pessoas que estiverem na rua vão ser abordadas por policiais militares e precisam mostrar a permissão.

Rocha informou que alguns moradores não possuem celular e que, nestes casos, eles podem ligar para telefones disponíveis da equipe de atendimento social da ilha.

“Essas pessoas que não possuem celular ou tenham aparelhos que não comportem receber este tipo de mensagem vão receber uma autorização física e precisam portá-las ao sair de casa”, afirmou.

Conforme decreto, a circulação de pessoas em Fernando de Noronha só será autorizada para atendimento de necessidades essenciais e imediatas de aquisição de gêneros alimentícios, de remédios, de produtos de higiene e também para obtenção de socorro médico.

Em toda a extensão do arquipélago, as atividades de pesca ficam restritas a grupos de 3 pessoas por embarcação, condicionadas à autorização prévia.

“Estamos empenhados em prestar todo o apoio à população e dar condições para que elas possam ficar em casa com as necessidades básicas garantidas”, afirmou o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha.

A presidente do Conselho de Turismo da ilha e secretária-executiva da Associação dos Pousadeiros de Fernando de Noronha, Auxiliadora Costa, cobra teste de toda a população. “As pessoas aqui já estão em casa. Temos uma população pequena e é possível testar todo mundo”, diz.

Ela afirma que os pousadeiros precisam urgentemente de uma linha de crédito. “Sobrevivemos do turismo. Precisamos de resposta e planejamento”, alega.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, a quarentena obrigatória é necessária pelas características de isolamento da ilha.

“Fernando de Noronha requer uma atenção especial por causa da dificuldade de acesso e da limitação de recursos de saúde existentes no local. Estamos enviando uma equipe com seis sanitaristas, com o apoio do Ministério da Saúde, para um estudo epidemiológico completo do caso”, concluiu André Longo.

FONTE: Valor Econômico.

Veja também!

CVC: CLIENTES BUSCAM VIAGENS COM EMBARQUES A PARTIR DE OUTUBRO
HOTEL OCEAN PALACE DEMITE QUASE 100 FUNCIONÁRIOS E ESTENDE REABERTURA ATÉ JUNHO

Veja também!

Menu