ITALO FERREIRA VENCE FINAL COM GABRIEL MEDINA NA AUSTRÁLIA E LIDERA O RANKING DA WORLD SURF LEAGUE
Atualidades
NEWCASTLE, AUS – APRIL 10: (finalists left to right) Two-time WSL Champion Gabriel Medina (BRA) and WSL Champion Italo Ferreira (BRA) finalists of the Rip Curl Newcastle Cup presented by Corona on April 10, 2021 in Newcastle, Australia. (Photo by Matt Dunbar/World Surf League via Getty Images)

Os brasileiros comandaram o show em mais uma etapa do World Surf League Championship Tour. Os campeões mundiais Italo Ferreira e Gabriel Medina chegaram em outra final, como a que decidiu o título de 2019 em Pipeline no Havaí, agora valendo a liderança no ranking de 2021. Eles deram um espetáculo de novo e o resultado se repetiu, com Italo vencendo o Rip Curl Newcastle Cup apresentado pela Corona neste sábado na Austrália.

Quem também recuperou o posto de número 1 do mundo foi a havaiana Carissa Moore, que tirou as maiores notas nas boas ondas de 4-5 pés do último dia  Merewether Beach, como o 9,50 na final com a australiana Isabella Nichols. Carissa e Italo voltarão a vestir a lycra amarela do Jeep Leaderboard na próxima etapa da “perna australiana”, o Rip Curl Narrabeen Classic apresentado pela Corona, que começa na sexta-feira em Sidney.

“Nossa, que evento! Foi incrível competir contra tantas pessoas talentosas, que sempre me dão mais incentivo, então só quero agradecer a todos e, especialmente, a minha família e amigos”, disse Italo Ferreira, que comentou sobre os confrontos com Medina e em voltar ao topo do ranking. “Cara, ele é uma máquina (risos). Ele me faz ser cada vez melhor. Temos mais três eventos aqui na Austrália, então vai ser uma batalha boa. E sim, eu gosto de amarelo (Da lycra do Jeep Leaderboard), mas não sei se faz muita diferença no momento”.

Com a vitória em Newcastle, Italo aumentou para 10 a 7 sua vantagem superando Medina em baterias disputadas em etapas do CT. Essa foi a terceira final que eles se enfrentaram. As outras duas foram na última temporada, com Medina ganhando a primeira em Jeffreys Bay na África do Sul, mas Italo venceu a que decidiu o título mundial de 2019 em Pipeline, no Havaí. Gabriel vingou essa derrota nas semifinais do Pipe Masters que abriu a temporada 2021 em dezembro, só que perdeu agora mais uma batalha pela ponta do ranking.

“É uma sensação incrível, porque na real é a minha terceira final seguida, então só em estar neste ritmo já é bom demais. Ainda mais com essa turma aqui, especialmente

e o Italo que está surfando muito”, elogiou Gabriel Medina. “Está sendo bem divertido encontrar com ele em finais em quase todo evento (risos). Eu me diverti muito aqui em Newcastle e estou feliz com a segunda colocação. Esse lugar é incrível, foi minha primeira vez aqui e adorei, então muito obrigado a todos por nos receber tão bem”.

Fonte: G1

 

 

 

 

Veja também!

MINISTRO DO TURISMO DESTACA POTENCIAL DO BRASIL EM TURISMO DE NATUREZA
GOL AMPLIA SERVIÇOS VIA WHATSAPP

Veja também!

Menu