HOTEL THERMAS DEMITE MAIS DE 200 FUNCIONÁRIOS E NÃO TEM PREVISÃO DE RETORNO
Atualidades

O Thermas Hotel e Resort, situado em Mossoró, confirmou a demissão de mais de 200 funcionários. O setor hoteleiro é um dos mais impactados com a greve crise econômica, reflexo da pandemia do novo coronavírus.

“Como 90% dos hotéis do Brasil, estamos fechados desde abril, e devido a situação que estamos vivendo, não temos perspectivas de quando poderemos voltar, já que o turismo deve ser o último setor a retornar. Sendo assim, como tem acontecido de forma maciça no segmento, as demissões acabaram por ser inevitáveis”, afirmou o diretor do Thermas, Gabriel Barcellos, em contato com o Blog Saulo Vale.

“Esperamos poder retornar, assim que voltarmos a um mínimo de normalidade. Infelizmente esta é a realidade do setor do turismo no Brasil, que era responsável por quase 9% do PIB brasileiro. As demissões já passam da casa dos 300 mil, e nesta virada de mês irá aumentar significativamente”, complementou.

As atividades do Thermas estão suspensas desde o dia 30 de março.

História

Com mais de 200 mil metros quadrados, o Hotel Thermas é um dos maiores do Rio Grande do Norte.

Foi inaugurado em 12 de janeiro de 1979 pelo Governo Lavoisier Maia Sobrinho, com objetivo de interiorizar o turismo do RN e aproveitar as potências da região. Foi privatizado em 1991. Atualmente possui mais de 400 leitos.

Por Blog do FM

Veja também!

TURISMO DE FOZ DO IGUAÇU CONSEGUE PRESERVAR 3,2 MIL EMPREGOS DURANTE A CRISE
IDEMA EMITE LICENÇA DE OPERAÇÃO PARA EMPREENDIMENTO EM PIPA

Veja também!

Menu