EMBRATUR COMPLETA 55 ANOS E REFORÇA PROMOÇÃO DO BRASIL NO EXTERIOR.
Atualidades

Operando desde maio de 2020 como Serviço Social Autônomo, graças a uma lei sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, a Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional de Turismo) completa 55 anos de fundação nesta terça-feira (18.11). A Agência, que por força de legislação teve de focar na promoção do turismo interno até o último mês de julho, já opera novamente no mercado internacional, reforçando o posicionamento do país no pós-pandemia.

Foi o caso, por exemplo, do trabalho de divulgação de atrativos nacionais desenvolvido nos Jogos Olímpicos do Japão e agora na Expo Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A Embratur, juntamente com o Ministério do Turismo, também prepara a participação em seis eventos internacionais do setor durante o primeiro semestre de 2022, incluindo renomadas feiras do segmento na Alemanha, Colômbia, Espanha, Holanda, Itália e Portugal.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, comemora avanços a partir da transformação da Embratur e defende empenho pela promoção do país. “A Embratur passou a contar com recursos próprios para a divulgação do Brasil. No pós-pandemia, nenhum país terá o potencial do Brasil, principalmente pela tendência ao turismo de natureza. Por isso, precisamos falar mais sobre o nosso país, mostrar mais as nossas belezas. É com esse compromisso que continuaremos nosso trabalho, em parceria com a Embratur”, enfatiza.

Em maio deste ano, Machado Neto e o presidente da Embratur, Carlos Brito, representaram o Brasil na Fitur, em Madri (Espanha), uma das mais importantes feiras do setor no planeta. Juntos, os dois se encontraram com embaixadores, ministros de Turismo de outras nações e lideranças empresariais, além de integrantes da Organização Mundial do Turismo (OMT) e do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), a fim de promover o país e atrair investidores.

No mesmo mês, também participaram da reunião de ministros do Turismo das Américas, promovida pela OMT em Punta Cana, na República Dominicana. Na ocasião, foram discutidos assuntos como a retomada do setor e a unificação de protocolos entre os países. Gilson Machado Neto e Carlos Brito trataram, ainda, da divulgação do Brasil por agências do grupo espanhol Globalia, em reunião com o presidente da instituição, Juan José Hidalgo.

A Embratur já organiza campanhas publicitárias para incentivar a chegada de turistas do Mercosul e dos Estados Unidos. “Levaremos aos americanos a mensagem de que não é necessário visto para visitar o Brasil. Aos turistas dos países vizinhos, demonstraremos que a pandemia está controlada e que nossos destinos incríveis estão prontos para recebê-los já neste verão”, adianta Carlos Brito. As ações vão indicar que o Brasil é acessível a pessoas com deficiência, reforçando a inclusão no turismo como pauta fundamental.

CELEBRAÇÃO – Uma cerimônia alusiva ao aniversário da Embratur está marcada para a próxima quinta-feira (25/11), no auditório da Agência em Brasília (DF). A celebração terá como tema “Acessibilidade no Turismo”, a fim de evidenciar a importância da inclusão no setor. O evento contará com uma palestra do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, intitulada “É possível! Como tornar seus sonhos em realidade”.

Até o dia 25 de novembro, a Agência fará uma série de postagens no Instagram para marcar a importância do trabalho de promoção realizado internacionalmente, reunindo autoridades do trade turístico e várias personalidades. A questão da acessibilidade no turismo, que estampa diversas estratégias da Embratur, também vai ter espaço especial durante a semana comemorativa aos seus 55 anos.

PARCERIA – O Ministério do Turismo e a Agência atuam em conjunto na elaboração do Programa Turismo Acessível, no âmbito da Coordenação-Geral de Turismo Responsável do MTur. O trabalho propõe uma série de medidas conjuntas que visam promover a inclusão social e o acesso de pessoas com deficiência aos benefícios da atividade turística, permitindo o alcance e a utilização de equipamentos turísticos de forma segura e autônoma.

O programa busca reunir as iniciativas e ações relacionadas à acessibilidade desenvolvidas tanto no Ministério do Turismo quanto na Embratur. O objetivo é construir uma política de inclusão que possa ser implementada de maneira sinérgica entre os dois órgãos e instituições parceiras.

FONTE: MINISTÉRIO DO TURISMO

Veja também!

GOVERNO FEDERAL ISENTA IMPOSTO PARA AQUISIÇÃO DE VELEIROS.
PAVILHÃO DO BRASIL NA EXPO DUBAI ATINGE 355 MIL VISITANTES.

Veja também!

Menu