CRUZEIROS VOLTAM À VENEZA E GERAM PROTESTOS
Atualidades

O regresso gerou protestos de organizações ambientais e habitantes da cidade que reclamam contra a poluição das águas e alertam que as grandes ondas, provocadas pelos navios, prejudicam as fundações dos edifícios.

Os manifestantes acusaram o Governo de Mario Draghi de mentir, ao prometer que iria agir para travar a entrada na lagoa da cidade, afastando os cruzeiros da Praça de São Marcos e do canal Giudecca.

Sobre a polémica, Francesco Galietti, da Associação Comercial da Indústria de Cruzeiros, sublinha que o impacto dos cruzeiros neste ambiente “frágil e delicado” é mínimo, tendo em conta o fluxo turístico global.

O MSC Orchestra chegou vazio do porto grego de Pireu e recolheu 650 passageiros em Veneza, antes de seguir rumo ao sul.

Veja também!

MINISTÉRIO DO TURISMO VEICULA SEGUNDA FASE DA CAMPANHA “NÃO CANCELE, REMARQUE”
JOÃO PESSOA ESTÁ INSERIDA NAS ESTRATÉGIAS DE AMPLIAÇÃO DO FLUXO DE TURISTAS, DIZ EMBRATUR

Veja também!

Menu