CONSULTA POR HOTÉIS PARA FEVEREIRO E MARÇO CAI PELA METADE EM 2021.
Atualidades
Eduardo Batista – Diretor da Nemo no Brasil

Mesmo com um reaquecimento do mercado de turismo durante as festas de fim de ano, que levou o Brasil a registrar o maior número de passageiros aéreos desde o início da pandemia, o ano de 2021 começou apontando uma retomada ainda lenta do setor.

Um levantamento realizado pela Nemo, empresa de inteligência de Dados especializada em soluções para o Turismo, mostrou uma queda de 50% no volume de reservas de hotéis para os meses de fevereiro e março no Brasil, em comparação ao mesmo período de 2020. Entre os destinos mais procurados para o período estão Rio de Janeiro, Búzios, Porto de Galinhas, Natal, Florianópolis, Praia do Forte, Imbassaí, Salvador, Maragogi e Maceió.

“O volume de reservas hoteleiras é um excelente termômetro do contexto atual: as pessoas querem viajar, mas precisam se sentir seguras para isso. Esperamos que o início da campanha de vacinação, aliada a todas as políticas robustas de protocolos de segurança e saúde implementadas pela indústria do turismo tornem o ambiente cada vez mais seguro e propício para que as pessoas passem a programar suas tão sonhadas viagens, e que o setor siga firme rumo à tão esperada recuperação. Nós da Nemo usamos nossas ferramentas tecnológicas também para informar nossos players sobre como está o mercado e oferecemos ferramentas para que cada empreendimento

faça uma boa gestão em momentos difíceis como os atuais. Estamos cientes de que a tecnologia tem um papel fundamental na manutenção da saúde financeira das empresas e trabalhamos para atuar com um número cada vez maior de empresas”, disse Eduardo Batista, diretor comercial da Nemo no Brasil.

FONTE: MERCADO E EVENTOS

 

Veja também!

FECOMÉRCIO RN E GOVERNO DO ESTADO LANÇAM SISTEMA DE INTELIGÊNCIA DO TURISMO POTIGUAR
UNITED RECEBE PONTUAÇÃO MÁXIMA EM INICIATIVAS INCLUSIVAS LGBTQ

Veja também!

Menu